Thyago Santos - Mente, Saúde e Corpo em Forma

Controlando a ansiedade

Controlando a ansiedade

A Organização mundial de saúde (OMS) preconiza os transtornos de ansiedade como as doenças mentais mais comuns, chegando a ultrapassar a tão temida depressão.

Sabe qual é um dos motivos pelo qual a ansiedade é a doença que vem crescendo e é tão comum? Devido ao avanço tecnológico.

O avanço tem seus muitos benefícios, de forma geral, constatamos que a vida ficou mais fácil e menos ameaçado do que foi em tempos passados.

Surge então uma pergunta: “Então deveria ter menos ansiosos?”

O processo ocorre através de um fator que, na verdade, é um trio que se inter-relacionam.

São a urbanização, o crescimento da economia do mercado, e a industrialização.

Esse trio fez com que nossa maneira de pensar sobre a vida, e a felicidade se alterassem de forma bem profunda. Estamos com nossas identidades como consumidores por conforto material e status. Estamos com condições melhores do que nossos antessestrais, pais e avós, mas o problema é que estamos insatisfeitos e desejosos por mais e mais bens de consumo. Tornou-se uma corrida atrás do sucesso, beleza, poder e felicidade que não tem ponto de parada.

O outro ponto do trio em relação ao segundo motivo de vida tão ansiosa é a globalização, a expansão das liberdades os valores democráticos.

Hoje pode ser deprimente se continuarmos a aceitar a ficarmos da mesma maneira que nossos avós, bisavós.

Antigamente não havia essa preocupação com futuro e nem frustrações de expectativas ou desejos de não serem realizados.

Atualmente existe um sentimento de medo de perda, que assombram e trazem angústia a vida.

O excesso de ansiedade tem trazido enfermidades tanto na área mental, como na área do físico e espiritual.

Essas enfermidades são: distúrbios do sono como(insonia, sono agitado e fragmentado apneia, inquietação nas pernas) cefaleias, alterações sexuais, fibromialgia, maior propensão a acidentes domésticos como topadas, tropeções, tombos, acidentes automobilísticos, doenças cardíacas (hipertensão arterial, arritmias), dermatites, labirintites, fadiga distúrbios digestivos(fome excessiva, indigestão, ulceras estomacais, constipação, diarreia, e colite), e esse excesso de ansiedade causam essas enfermidades.

Varia de pessoa para pessoa, seguindo também a genética do individuo nas enfermidades mental e física, mas níveis altos de ansiedade ajudam no surgimento de diversas doenças.

Não existe super — humanos e não existirá se não sentirmos medos ou ansiedade, mas devemos controlar nossos medos e a ansiedade fazendo evoluir nossa parte física, mental, e espiritual. Nosso cérebro trabalhando de forma que interprete nosso agir no universo.

Fale Conosco